top of page

Triagem Neonatal para Doenças Infecciosas no Brasil e o Uso de uma Nova Tecnologia.(2010)



Doenças Infecciosas no Brasil podem ser sempre consideradas como assunto de destaque. A diminuição ocorrida no perfil de morbimortalidade da população brasileira, principalmente a partir do último quarto do século XX, contribuiu para criar uma falsa expectativa de que todo esse grupo de doenças infecciosas estaria próximo da erradicação. Entretanto, o seu impacto na morbidade ainda é relevante, principalmente o produzido pelas doenças para as quais não se dispõe de mecanismos eficazes de prevenção e controle.

Com esse estudo, em particular com a inclusão da detecção de anticorpos anti HIV no Kit NeoMAP® Doenças Infecciosas, seja para aplicação e uso nas amostras provenientes do PNTN, ou nos Programas de Triagem Pré-natal, permitirá ações de prevenção da doença, assim como conhecimento da situação referente ao estágio da infecção e uma melhor cobertura e controle dessas doenças infecciosas e suas consequentes ações de saúde relacionadas à infecção pelo HIV e redução dos índices de transmissão vertical. Além disso, será possível eliminar problemas que de fato afetam a inclusão de novas doenças ao PNTN, ou a própria iniciativa de alguns Estados no financiamento da triagem de doenças não restituídas pelo PNTN. Dentre essas questões, a principal delas é, certamente, o esgotamento de amostra, seguido pela questão de custo, viabilidade em virtude das necessidades de espaço físico, aumento da carga e do volume de trabalho, entre outros. Esse trabalho destaca a avaliação do Produto NeoMAP® Doenças Infecciosas, incluindo agora os Painéis IgM e IgG com HIV, utilizando amostras controle e a evidente diferenciação das classes de anticorpo entre as análises. No Brasil,

90% dos casos de infecção pelo HIV em crianças são causados por transmissão vertical.




Comments


bottom of page